apple-pie
Tortas Doces

Não é mais um besteirol americano: Apple Pie (Torta de Maçã)

Uma lembrança: uma tarde, em 2005, saí para ir ao médico com a minha mãe. Como ficava ao lado do shopping Morumbi, paramos o carro no estacionamento do shopping e fomos andando. Na volta, para fugir do trânsito, decidimos jantar no América. Em duas, por quê não dividir uma sobremesa? A escolhida: apple pie com frozen yogurt. Até hoje um amor a primeira colherada, regada de muitas lembranças.

A receita de hoje vem carregada de uma lembrança afetiva. Sempre fui muito apegada companheira da minha mãe, e quem nos conhece sabe bem disso. Esse momento em si não teve nada de especial, afinal de contas, foram incontáveis os jantares e almoços que fizemos juntas. Mas por algum motivo desconhecido, ficou muito marcado. E toda vez que como uma torta de maçã no estilo americano, volto rapidamente àquele jantar.

Olha, modéstia a parte, essa receita é foda pra caralho muito boa. A massa em si já ajuda bastante, mas o recheio… Ah! O recheio… Não sei nem por onde começar! Fico em dúvida se posso defini-lo como perverso ou divino. Perverso porque instiga comer mais que uma fatia, divino porque é simplesmente delicioso. A maçã fica perfeita, porque como ela é posta crua no forno, cozinha do perfeitamente. Fica molinha, mas não ao ponto de derreter (tipo um purê). Então, de certa forma há crocância no recheio. Não é muito doce, mas supre aquela vontade louca de açúcar. Tem um sabor suave, no entanto marcante (talvez por causa da canela). Honestamente, dá para sentar e comer metade da torta em uma tacada só. Ogra, I know.

Não sou muito boa em abrir massa e vocês vão reparar pelas fotos. É melhor avisar né… Então fiz um verdadeiro trabalho de patchwork. Ou seja, remendei massa até não poder mais! Juro que é uma boa dica. Escolhi a maçã fuji porque ela é mais suculenta que a gala. Além de ser mais docinha, claro.

Sem mais delongas, vem pro paraíso comigo!

Para uma torta:
Para a massa

  • 2 xícaras de chá de farinha de trigo
  • 200g de manteiga sem sal (um tablete)
  • 1 ovo
  • Uma pitada de sal
  • 2 colheres de sopa de água gelada
  • 2 colheres de sopa de vinagre branco

Para o recheio

  • 6 maçãs fuji
  • 1 colher de chá de canela em pó
  • 3/4 de xícara de chá de açúcara mascavo (usei o escuro, mas pode subtituir pelo claro ou pelo demerara)
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo
  • 1 limão
  • 1 pitada de sal
  • 1 pitada de noz moscada
  • 1 colher de sopa de manteiga (pode usar um pouco da manteiga da massa, não altera em nada)
  • Água (pode ser da torneira)

Comece pela massa. Em um recipiente, junte a farinha, uma pitada de sal e a manteiga gelada cortada em cubos. Trabalhe com as mãos até virar uma farofa.

Adicione o ovo, a água gelada e o vinagre. Misture bem até formar uma massa lisa e uniforme. Se ela não desgrudar da mão, coloque mais um pouquinho de farinha. Divida em duas bolas, enrole com papel filme e deixe na geladeira por 30 minutos.

Prepare um recipiente com água e suco de 1/2 limão. Isso fará com que as maçãs não escureçam. Descasque todas as maçãs, retire as sementes e corte em cubos ou em fatias.

Em um bowlzinho, junte o açúcar, a canela, a noz moscada, a farinha de trigo, o sal e o suco de 1/2 limão. Misture bem até formar um creme homogêneo.

Escorra as maçãs e misture com o creme de açúcar mascavo. Certifique-se de que todos os cubos estejam cobertos. Deixei descansar por 5 minutos.

Pré aqueça o forno à 220º.

Abra uma bola de massa com o rolo e forre a forma. Despeje todo o recheio e espalhe. Espalhe pedacinhos de manteiga em cima do recheio. Abra a outra bola de massa e cubra a torta. Se sobrar massa, faça um enfeite. NÃO ESQUEÇA de fazer 4 rasgos com a faca na massa, isso fará com que o vapor saia e ela não estufe/exploda. Asse os primeiros 10 minutos à 220º graus, depois abaixe para 180º e asse 30 minutos (ou até ficar dourada).

Dica: COMA. Ok, sirva morna e com sorvete de creme.

Bon Appétit!
Bisous,

Write a comment