frango-assado-mostarda
Acompanhamentos, Aves

Domingo: Frango Assado com Mostarda Dijon e Batata Doce Sauté

Eu não sei vocês (de outra cidade), mas o paulistano tem uma tradição que é clássica dos domingos: comer frango assado. Isso mesmo, frango assado igual aqueles de desenho animado, que ficam rodando, rodando e rodando. Na porta da padaria, do restaurante ou de alguma rotissêrie. Na compra de um frango, normalmente vem o acompanhamento básico sensacional: polenta frita e farofa. Quando não, muitas famílias optam pelo bom e velho macarrão ao sugo.

Aqui em casa, não é diferente. Desde pequena lembro de comer pelo menos dois domingos ao mês frango assado. Minha avó por parte de pai amava esse tipo de ritual. Não é novidade que isso foi passado ao meu pai. E aos domingo, quando não saímos para comer fora ou estamos sem ideia do que preparar, ele sugere quase que prontamente o franguinho assado. E por mais que eu sempre torça o nariz, no final das contas, acabo me rendendo quando separam o peito ou a sobrecoxa.

Esse domingo, não foi diferente. Meu pai passou a semana toda falando sobre uma rotissêrie que tem aqui perto de casa. Indiretamente ele estava dizendo “por que não pegamos um franguinho no final de semana?”. Pesquei o recado e decidi fazer frango, mas de um modo diferente. Primeiro sem pele, porque né, muito mais saudável eu tenho nojo da pele. Segundo porque eu estava louca para tentar uma nova marinada mas ainda não tinha achado uma desculpa convincente.

Para o acompanhamento, ao invés de polenta, eu optei por uma batata doce assada. Mas batata doce assada não tem muita graça sozinha, então coloquei bacon e cebola para dar um gostinho mais especial. Ficou um prato bem interessante tendo em vista o sabor cítrico da marinada contrapondo com o doce da batata. Aprovadíssimo!

Vem comigo!
Para 4 pessoas:

  • 4 peitos de frango limpos, sem pele e desossados (1kg)
  • 3 colheres de sopa de mostarda de Dijon cheias
  • 2 limões taiti + raspa de um deles
  • 2 colheres de chá de chimichurri
  • 3 batatas doces médias
  • 6 fatias de bacon
  • 1 cebola pequena
  • Q/N de azeite extra virgem
  • Q/N de sal

Comece pela marinada. Na noite anterior ao preparo, limpe os filés de frango e reserve. Em um bowl, misture a mostarda Dijon, o chimichurri, o sucos e as raspas dos limões e o azeite (algo em torno de 5 ou 6 colheres de sopa). Misture bem e, se necessário, acerte o sal.

Coloque os pedaços de frango dentro de um saquinho (desses de supermercado), fure os peitos com um garfo e jogue a marinada por cima. Feche o saquinho, chacoalhe delicadamente (para misturar), leve a geladeira dentro de um bowl e deixe até o dia seguinte.

No dia seguinte… Pré aqueça o forno a 200º.
Descasque as batatas doces e corte em cubinhos. Em um bowl, misture com azeite e um pouco de sal. Espalhe em uma assadeira e leve para assar por cerca de 10 minutos. Como varia muito de forno para forno, você saberá que a batata está boa quando ela estiver macia mas não desmanchando (espete um garfo para saber).

Enquanto a batata assa, corte os bacon em cubos (não muito pequenos) e a cebola em pétalas. Em uma panela frite o bacon, em seguida adicione a cebola e misture até ela murchar. Desligue e reserve.

Quando a batata doce estiver boa, retire do forno, adicione ao refogado de bacon com cebola e termine de cozinhá-la na panela. Se houver necessidade, adicione mais um pouco de azeite. Cuidado para a batata não passar do ponto e ficar muito molenga.

À 220º, disponha os peitos do frango com o molho da marinada em um pirex e leve ao forno coberto com um papel alumínio por 20 minutos.

Retire o papel alumínio, regue o frango com o próprio molho e, deixe cozinhar até o molho reduzir e a carne ficar bem tenra.

Se quiser, ligue o grill do seu forno nos últimos 5 minutos para dar uma corzinha ao frango.

Dica: a marinada é bem azedinha, então, se não gostar de molhos muito cítricos coloque apenas um limão.

Bon Appétit!
Bisous,

Write a comment