leite-amendoas
Bebidas

Sem lactose: Leite de Amêndoas

Quem conviveu comigo lááááá atrás, sabe o quanto eu sofri com as minhas alergias. Começou com a bronquite, depois passou para a dermatite atópica e ao longo da minha infância e adolescência desenvolvi todas as outras “ites”. Não foi fácil. E as visitas romarias à dezenas de médicos? Quase que mensalmente eu conhecia um médico novo. Tinha o homeopata, o alopata e os de alguma medicina alternativa que a minha mãe acabava descobrindo. Cada um tinha uma teoria. E uma delas é que eu não podia comer nada que tivesse lactose, corante alimentício (esse foi matador) e ovo. O jeito foi achar substitutos.

Durante um bom tempo (acho que quase um ano), cortei completamente doces, balas, sorvetes, salgadinhos, ovo e leite. Tá bom, as vezes eu comia umas balinhas escondidas da Veroca. Era impossível não comer bala/chiclete com nove anos de idade. O leite foi relativamente fácil no começo, mas no final do tratamento…

Quando eu descobri que não poderia mais tomar leite, a primeira alternativa foi tomar leite de soja. Naquela época o Ades ainda não existia (ele foi lançado próximo ao fim do meu tratamento clausura), então tomava um leite de soja em pó. Além dele, minha mãe comprava leite de cabra nojento, leite de arroz blé e leite de amêndoas. De todos, o que eu mais gostava era o de amêndoas. Ele tinha um gosto super agradável. Passado um ano do tratamento, graças a Deus minha mãe percebeu que aquele monte de proibições não estavam fazendo muita diferença. Finalmente, minha vida voltou ao normal e o consumo de leite de vaca também e o de balas, amém.

Um dia, lá estava eu sentada na frente da TV vendo Bela Cozinha, quando ela me tira uma receita de leite de amêndoas. Por mais chatinho que tenha sido esse período da minha vida, lembrei de como eu gostava da alternativa leite de amêndoas. Aproveitei que a minha mãe cortou o consumo de leite de vaca e achei legal repetir a dose. Lá fui eu atrás das amêndoas cruas. Uau que delícia! E o melhor de tudo: sobra farinha de amêndoas para bolo! É muito amor!

Se você é intolerante a lactose, vegano ou simplesmente não gosta muito do gosto do leite de vaca, essa receita é para você! Leite de amendôas é super benéfico para o organismo. Ele não é muito calórico, deixa a pele brilhante, mantém o coração saudável, mantém a digestão em dia, entre outras coisas muito bacanas!

Pare de perder tempo! Separe o seu liquidificador e vem comigo!
Para uma jarra de leite de amêndoas:

  • 1 xícara de chá de amêndoas cruas
  • 800ml de água filtrada

Lave as amêndoas em água corrente e em seguida deixe-as de molho na água por pelo menos 8h. É importante que a água cubra as amêndoas por completo, ok? Além disso, o recipiente deve ficar coberto por um pano/papel.

Passadas as horas, você perceberá que as amêndoas incharam bastante. Jogue fora toda a água e retire a pele das amêndoas. Como as amêndoas ficaram na água, retirar a pele é uma coisa bem fácil. Aperte com os dedos e puxe, ela sairá praticamente inteira.

Coloque-as no liquidificador e adicione a água filtrada. Se você quiser um leite um pouco mais cremoso, adicione menos água. Bata bem até triturar todas as amêndoas e a água ficar bem branquinha.

Cubra um recipiente fundo com um pano de prato LIMPO. Se quiser, prenda as bordas com prendedores de roupa. Despeje o líquido batido sobre o pano e espere ele descer. Faça uma trouxinha com o pano e aperte-o bastante para retirar todo o líquido possível. No final você verá que restou apenas uma pasta granulada e branca.

O leite pode ficar guardado na geladeira por até 3 dias.

Dicas: se quiser um leite mais docinho, ao invés de água filtrada é só bater com água de côco. Fica igualmente delicioso. Em hipótese alguma, jogue fora a pasta de amêndoas que fica no pano. “Seque-a” na panela em fogo médio (sempre mexendo) para conseguir uma farinha de ótima qualidade. Pelo amor, aqui tem que ser rápido para ela não queimar e ficar amarga, ok?

Cheers!
Bisous,

Write a comment