lasanha-bolonhesa
Massas, Molhos, Pastas & Cremes

Prato de domingo: Lasanha à Bolonhesa com Molho Rosé

Há muitos anos atrás, antes da minha mãe se tornar a vegetariana convicta que ela é, ela já dava pequenos indícios de que a parada dela definitivamente não era carne. Diz ela que dificilmente comia presunto, carnes mal passadas ou cruas, sentia um ranço surreal quando pegava um pedacinho de frango e assim em diante. Como ela sempre gostou muito de lasanha, inovou a tradicional bolonhesa com presunto para uma que ela pudesse sentir mais prazer ao comer. E foi assim que surgiu uma das melhores lasanhas que já comi na minha vida: bolonhesa sem presunto e com molho rosé.

Desde pequena eu sou tarada por esse prato. Quando minha mãe dizia que ia fazer lasanha para o almoço de domingo, meu irmão e eu ficávamos bem ouriçados. Como o molho tem um gosto maravilhoso, a graça era de raspar a panela quando ela terminasse de montar a forma. Hoje, eu com 25 anos e ele com 30, ainda sentimos prazer em fazer isso. Não só pelo molho, mas também é uma forma de nos reconectarmos com a nossa infância.

Por causa dessa receita em especial, eu odeio lasanha com presunto. Mesmo. Quando alguém coloca alguma fatia entre a massa e o molho, eu torço o nariz. E como o brasileiro tem o hábito de colocar socarpresunto em tudo quanto é comida, dificilmente eu como lasanha bolonhesa fora de casa. Ao invés de intercalar molho branco e molho vermelho, ela prefere misturar tudo. E honestamente, acho que fica muito mais gostoso. Como nós utilizamos molho caseiro, não fica com gosto de rosé industrializado. O molho fica mais suave e mais saboroso. Ou seja, fantástico.

Já vou logo avisando que a minha mãe mandou muito quando criou esse prato e, que dificilmente você consegue se controlar e comer apenas um pedaço. Não dá. Aqui em casa a gente se acaba no almoço e repete na janta sem a menor cerimônia. Inclusive, tenho para mim que o sabor fica ainda mais acentuado (e consequentemente mais gostoso). Separe um dia para tentar essa receita que você não irá se arrepender.

Vem comigo!
Para uma travessa (serve bem de seis a oito pessoas):

  • 1,3L de leite integral
  • 6 colheres de sopa de farinha
  • 1 colher de sobremesa de manteiga com sal
  • 200ml de molho de tomate (preferencialmente o caseiro, ok?)
  • 200ml de creme de leite
  • 400g de carne moída refogada apenas com sal
  • 500g de mussarela ralada (fatiada aproximadamente 300g)

Comece preparando o molho branco. Em uma panela grande, derreta a manteiga em fogo médio, adicione a farinha sempre mexendo sem parar. A ideia é cozinhar a farinha. Aos poucos e munida de um fouet, adicione o leite sempre mexendo para não empelotar. Mexa até o molho engrossar. Desligue e reserve. A receita passo a passo se encontra aqui
.

Refogue a carne moída no óleo com um pouquinho de sal até ela cozinhar. Reserve.

Volte o molho branco para o fogo baixo e adicione o molho vermelho. Misture. Acrescente a carne moída refogada. Por último, adicione o creme de leite e mexa novamente. Desligue o fogo e acerte o sal.

Em um pirex, faça uma camada de molho com uma concha de sopa grande e disponha 3 e ⅓ de folhas de lasanha. Cubra com outra concha de molho.

Espalhe o queijo. Repita o processo novamente, sempre seguindo a ordem: massa, molho e queijo – sendo que a última camada deve ser queijo, ok? Eu fiz uma lasanha com cinco camadas e acho que esse número é mais do que suficiente. Se você colocar muita massa, a lasanha ficará muito massuda/pesada.

Cubra com papel alumínio, e leve para assar por 30 minutos em forno pré-aquecido à 180º ou até que borbulhe. Como tem creme de leite no molho, ele não pode ferver muito para não correr o risco de talhar. Cinco minutos antes de tirar do forno, retire o papel alumínio e ligue o grill para gratinar o queijo.

Dica: espere um pouco para cortar a lasanha. Como ela estará bem quente, na hora em que você cortar o primeiro pedaço ele irá esbodegar. Com o molho mais firme, mais fácil será de servir.

Bon Appétit!
Bisous,

0 Comments

  • Fantástica!!!!!!! ������

Write a comment