pure-de-abobora
Acompanhamentos, Legumes & Verduras

Recuerdos de Mendoza: Purê de Abóbora Japonesa

Eu não sei vocês, mas as pastas do meu computador as vezes ficam bem caóticas. A bagunça é surreal tanta, que costumo separar uma manhã inteira para organizar os documentos conforme manda o figurino. Dia desses, durante uma dessas arrumações, passei pelo álbum de fotos de Mendoza e, muito saudosista, parei por ali. Para quem não sabe, Mendoza é uma cidade que fica localizada no oeste da Argentina, aos pés dos Andes. Ela é conhecida pelas muitas vinícolas e pela excelência dos vinhos que exporta para o mundo. Em 2013, quando eu e meu namorado optamos pelo destino, fizemos um roteiro com as principais vinícolas que nos interessavam. Entre as selecionadas, fomos atrás daquelas que ofereciam os melhores menus harmonizados para fazermos as refeições. Foi de uma delas que me inspirei para a receita de hoje: purê de abóbora japonesa (cabotchá).

Deixamos para o primeiro dia as vinícolas que ficavam na região mais afastada: Valle de Uco. Do hotel, demoramos aproximadamente uma hora e meia para chegar na O.Fournier. De todas, acho que foi uma das que eu mais gostei. Tudo foi excepcional, inclusive eu poderia fazer vários posts sobre essa viagem. Mas, como esse não é um blog sobre viagens, vamos ao que realmente me interessa: a comida. Draga, I know.

Depois de uma super visita, nos sentamos para o almoço harmonizado em seis etapas. Foi uma loucura. Uma verdadeira orgia gastronômica. A cada passo taça eu não sabia dizer o que tinha gostado mais. Tudo me agradava! Na hora do prato principal, para acompanhar o A.Crux (tinto), pedi um ojo de bífe com brócolis grelhado e purê de abóbora. Sejamos honestos minha gente, o brócolis grelhado a gente já está careca de comer, então não tem muita novidade. Mas, a combinação perfeita entre a carne e o purê de abóbora, foi de comer ajoelhada. A carne era de outro mundo: macia e saborosa. O purê então, estava leve, sedoso, temperado com maestria. Resumo: só não passei o dedo no prato porque seria ogrisse demais.

Quando terminei de rever as 1000000 fotos, perguntei-me porque nunca tinha tentado reproduzir aquele purê em casa se abóbora é um daqueles ingredientes que sempre temos disponível. Um erro. Me programei para fazer o meu primeiro purê de abóbora no final de semana. Como meu pai e meu irmão estariam fora, Veroca óbvio que dispensou a carne. Ok, tudo pelo ser herbívoro que eu chamo de mãe.

Antes de mostrar o passo a passo, uma confissão: roubei no jogo. Antes de colocar a mão na massa, fui as cabeleireiro e só para variar, atrasou. Para não matar a minha mãe de fome, cozinhei a abóbora no microondas para agilizar o processo. Sobre a receita, fiz tudo no olhomêtro e honestamente: acertei em cheio. Ficou EXTREMAMENTE saboroso, do jeito que eu queria. Com certeza é um daqueles acompanhamentos para se repetir inúmeras vezes.

Vem comigo!
Para uma travessa de purê:

  • 1,2kg de abóbora cabotchá (japonesa)
  • 1 cebola pequena picada
  • 2 colheres de sopa generosas de requeijão cremoso
  • ⅔ xícara de chá de parmesão ralado
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • Q/N de leite
  • Sal a gosto
  • Pimenta do reino a gosto

Corte a abóbora em gomos e retire as sementes. Em um prato, disponha as fatias e leve ao microondas na função “legumes” na potência máxima. Ao todo, cozinhei as fatias em 7-8 minutos. Lembre-se de cobrir o prato com uma tampa própria ou papel para não ressecar a abóbora. Caso você queira fazer do modo tradicional, coloque os gomos em uma panela, um pouquinho de água (a abóbora solta água, então não exagere), tampe e cozinhe em fogo médio por uns 20 minutos. Espete com um garfo para ver se está macia.

Espere esfriar um pouco para não queimar as mãos, corte em cubos e retire a casca com a ajuda de uma casca. Passe a abóbora ainda quente/morna por um espremedor. Reserve.

Em uma panela, derreta a manteiga e refogue a cebola até ela amolecer um pouco e começar a ficar transparente. Abaixe o fogo.

Coloque a abóbora amassada e misture bem, incorporando a massa à cebola refogada.

Quando o purê estiver bem homogêneo, adicione o requeijão e misture.

Adicione o leite aos poucos até chegar em uma consistência que te agrade. Eu gosto de um purê mais consistente, então coloquei bem pouco leite. Finalize com o queijo ralado. Acerte o sal e a pimenta se houver necessidade.

Dica: esse purê é um ótimo acompanhamento para carnes em geral.

Bon Appétit!
Bisous,

0 Comments

  • Olá, Mariana!!
    Conheci seu blog hoje (via instagram) e já experimentei esse purê de abóbora, que veio a calhar, pois tinha justamente um pacote de cabotcha na geladeira precisando ser usado! Ficou deliciosoooo!!! Fã instantânea! Beijos! :)

  • Oi Carol!
    Fico feliz que você tenha aprovado a receita <3
    Beijos!

Write a comment