andino-indiano
Grãos & Leguminosas, Legumes & Verduras, Saladas

Andino-Indiano: Salada de Quinoa com Ervilha, Cenoura, Frango, Amêndoas e Curry

Se tem uma coisa que acontece comigo durante o inverno, é o fato da minha fome aumentar consideravelmente monstruosamente. Quando começa a esfriar, automaticamente viro a chave da salada para a chave da massa  do chocolate e do pão. Passei anos achando que era só comigo, mas descobri que é uma síndrome que afeta boa parte das pessoas. Portanto, não precisa negar, eu sei que você se identifica com essa realidade. Ao longo dos anos, aprendi a controlar um pouco essa fome indomável. E foi desse drama anual que eu criei a receita de hoje: Salada de Quinoa com Ervilhas, Cenoura, Frango, Amêndoas e Curry.

Para quem não sabe, esse excesso de visibilidade que a quinoa tem é relativamente novo. Ela é uma semente (pseudogrão) de origem andina, que foi muito consumida pelo povo inca. Durante a invasão espanhola e a fim de tornar a colonização mais efetiva, o seu consumo foi proibido pelos espanhóis. Assim como a chia e o amaranto, durante séculos ela foi o tipo de alimento restrito apenas à uma parte muito específica da população. Na década de 90, quando ela começou a se tornar conhecida fora do seu território, o mundo começou a prestar atenção nos seus benefícios. A quinoa é extremamente rica em uma série de minerais, vitaminas e fibra. Além disso, ela também é uma fonte poderosa de proteína, o que prolonga a sensação de saciedade.

Minha mãe, que é praticamente uma trendsetter dos alimentos naturais, inseriu a quinoa na nossa alimentação muito anos antes dela virar pop. Ou seja, muito antes de ser cara pra chuchu. Mas, como não haviam muitas informações e receitas disponíveis, minha mãe encontrou apenas uma forma de prepará-la: como se fosse um tabule. É ruim? Não, de forma alguma. Mas, convenhamos que passar anos comendo apenas dessa forma enjoa. E muito. O jeito foi encontrar novas formas de consumo.

Como o sabor do grão é muito discreto e versátil, você encontra inúmeras possibilidades para brincar de acordo com as suas preferências e gostos. Eu optei por misturar curry porque é um tempero que eu gosto muito, mas você pode trocar por cúrcuma ou açafrão. Gosto de enriquecer a salada com legumes e uma proteína, porque dessa forma eu não preciso preparar outras pratos que sirvam como complemento. Para o dia a dia, acho imprescindível pensar dessa forma prática.

Ah! Antes que eu me esqueça, você precisa saber de algo em relação ao método de cocção da quinoa. Já escutei muita gente reclamar que a quinoa é um grão chato de cozinhar. Balela. É, isso mesmo, história de gente complicada. A quinoa não pode ser muito cozida, caso contrário, ela perde a crocância natural e fica empapada. Portanto, tenha em mente na hora em que for cozinhar que o ponto correto é quando ela fica transparente e com o germe exposto (uma linha branca que parece uma vírgula).

Vem comigo (e sem medo)!
Para 4 pessoas:

  • 1 xícara de chá de quinoa
  • 2 xícaras de chá de água filtrada
  • 1 cenoura média
  • 1 xícara de chá de ervilhas
  • 300g de peito de frango limpo
  • ¼ de xícara de chá de amêndoas laminadas
  • 1 colher de chá de curry em pó
  • 1 dente grande de alho amassado
  • Sal a gosto
  • Q/N de azeite

Com a ajuda de uma peneira, lave muito bem a quinoa em água corrente. Além de descartar qualquer impureza presente, você irá retirar a saponina que é um revestimento amargo que envolve o grão. Deixe escorrer bem e reserve.

Em uma panela e em fogo médio, junte a água, uma pitada de sal e a quinoa. Quando levantar fervura, abaixe o fogo, tampe a panela e conte 15 minutos. Fique de olho para a água não secar rápido demais e a quinoa queimar. Quando ela estiver no ponto, desligue o fogo e reserve.

Enquanto a quinoa cozinha, pique em cubinhos ou tiras o peite de frango. Reserve.

Em uma frigideira quente, derrame um fio de óleo e refogue rapidamente o alho amassado. Em seguida, refogue o frango. Reserve.

Descasque e pique a cenoura em cubinhos. Reserve.

Em uma frigideira aquecida, coloque um fio de azeite e refogue rapidamente a cenoura e as ervilhas. Aqui é importante lembrar que a crocância dos legumes deve ser mantida. Reserve.

Em seguida, utilize a mesma frigideira para tostar um pouco as amêndoas laminadas. Fique de olho para que elas não queimem. Reserve.

Com a quinoa já pronta, misture primeiro os legumes e depois o frango com as lâminas de amêndoas.

Adicione o curry e acerte o sal. Se quiser, finalize com mais algumas amêndoas por cima da salada.

Dica: se você não gosta de frango, a quinoa também vai muito bem com filés de carne e de peixe.

Bon Appétit!
Bisous,

Write a comment