DSC_0206
Hamburguer & Sanduíches

Rocky Balboa Sandwich: Philly Cheesesteak (carne, queijo provolone, cebola e pimentão)

Meu irmão saiu de casa quando tinha 17 anos para fazer faculdade fora. Quando ele voltou a morar no país, decidiu continuar morando sozinho. No entanto, depois da sua volta, ele e meu pai estabeleceram alguns rituais sagrados, entre eles: lanche sexta a noite e pizza sábado a noite. Há alguns meses, em um sábado, meu irmão resolveu fazer um lanche para o meu pai ao invés de saírem para comer fora. Eu, que estava de saída, fiz um pit stop na cozinha para ver o que estava cheirando tão bem. Não demorou, e fui apresentada ao Philly Cheesesteak, o sanduíche do Rocky Balboa.

Nos Estados Unidos, cada cidade tem um prato tradicional específico. Por exemplo, Chicago é conhecida pela pizza pan, Maryland pelos bolinhos de caranguejo, Nova York tem o sanduíche de pastrami, e assim em diante. No entanto, dizem que um dos pratos que mais se aproxima da sua cidade, é o Philly Cheesesteak, da Filadélfia. Ele foi criado em 1930, por Pat Olivieri, um ex-vendedor de hot dog que estava enjoado de comer salsicha. Um dia, ao invés de colocar os embutidos na chapa, ele colocou carne picada com cebola, pimentões e queijo. O que era um almoço diferente, não demorou para cair no gosto popular e substituir para sempre o hot dog. O sucesso maior veio depois do lançamento do filme “Rocky Balboa”. Uma cena mostrava o lutador sendo levado até a lanchonete de Pat’s, por Tony Gazzo, para comer o tradicional lanche. Desde então, o lugar virou um point turístico e alcançou fama por todo território americano.

Não, eu não sou fã do Silvester Stallone. Inclusive, eu nunca terminei de assitir o primeiro filme. Mas, quando eu perguntei que sanduíche era aquele, a explicação veio completa. E claro, como achei interessante, não podia deixar de colocar aqui. Enfim, durante o meu pit stop, também dei uma mordida naquele sanduíche. Ele estava tão suculento que, mesmo de dentes escovados, eu não consegui resistir. Ainda bem que eu experimentei, porque o sabor estava fenomenal do caralho! Olhando de primeira, a aparência é de comida ogra e gorda. Depois da primeira mordida, você tem certeza absoluta disso porque os lábios ficam melecados de gordura. Mas, eu juro que vale a pena.

A receita original pede os três tipos de pimentão: vermelho, amarelo e verde. Como o verde e o amarelo me dão azia, optei por colocar apenas o vermelho. Além disso, existe a opção de colocar provolone por cima ou fazer um creme de provolone com creme de leite. Acho o provolone um queijo bem forte, então dispensei o creme de leite. Usei uma ciabatta porque assim a mistura de carne com queijo fica mais firme do que, por exemplo, em uma baguete ou pão italiano. Aí vai da sua escolha! Para os fãs de condimentos, esse é o tipo de sanduíche que não necessita de maionese, mostarda ou ketchup. O sabor já é tão incrível, que colocar algum desses molhos acaba estragando. Ah! E antes que eu me esqueça, a melhor bebida para acompanhar é uma cerveja bem estupidamente gelada.

Dá o play no “Gonna Fly Now”, e vem comigo!
Para um sanduíche:

  • 1 cibatta
  • 200g de alcatra
  • ½ cebola
  • ¼ de um pimentão vermelho pequeno (aproximadamente 60g)
  • 4 fatias de queijo provolone
  • 2 colheres de café de pasta de alho ou 2 dentes de alho
  • Q/N de óleo
  • Sal a gosto
  • Pimenta do reino a gosto

Corte a ciabatta na metade.
Peça ao açogueiro para cortar a carne em filés, assim fica mais fácil de trabalhar. Retire toda a gordura e sebinhos, certificando-se de deixar os filés bem limpos. Corte em tiras – sempre no sentido da fibra. Tempere as tiras com alho e sal. Reserve.

Corte em a cebola em fatias meia lua. Reserve.

Corte o pimentão em tiras e reserve.

Em uma panela, coloque um fio de óleo e refogue a cebola e o pimentão, juntos. Espere o pimentão amolecer e a cebola queimar levemente. Transfira a mistura para um outro recipiente.

Volte a panela para o fogo. Caso necessite, coloque mais óleo. Refogue as tiras de carne.

Quando as tiras estiverem cozidas, volte a mistura de legumes para a panela. Acerte o sal e a pimenta do reino. Não salgue muito, pois, o queijo provolone já é bem forte, ok?

Arrume a mistura de carne, cebola e pimentão no formato da ciabatta. Cubra com queijo provolone, feche com a tampa da panela e espere o queijo derreter. O processo é bem rápido, então fique de olho para não queimar.

Cuidadosamente e com uma espátula, coloque o recheio dentro da ciabatta. 

Bon Appétit! 
Bisous,

Write a comment