DSC_1304
Bolos

Bolo de Banana Invertido

DSC_1304

Foi aniversário da minha mãe e, como todo anos, ela fez um pedido de bolo nada convencional para apagar as velinhas. Ela não gosta de coberturas melequentas, recheios exacerbados, misturebas e sabores exóticos demais. Para ela a regra é muito clara: menos é mais. Ou seja, quanto mais simples, melhor! Há uns anos ela quis um bolo de cenoura para apagar as velhinhas, outro um bolo branco com recheio de coco e, ano passado, pediu exigiu bolo de limão com um glacê bem simples. Esse ano, claro, não podia ser diferente. A escolha da vez foi um dos clássicos da minha infância: Bolo de Banana Invertido.

DSC_1265

DSC_1275

A minha avó, quando queria me impressionar, não precisava de muita coisa. Com apenas uma receita mais diferente, ela já conquistava toda a minha atenção. Eu achava o máximo o bolo de banana invertido por dois motivos: primeiro, a transformação do açúcar branquinho em um caramelo denso e amarronzado; segundo, a aparência com uma cobertura de bananas. Bolo de banana, do meu ponto de vista, obrigatoriamente deve fazer parte da infância de qualquer pessoa. Seja ele em forma de crumble, cuca, bolo simples ou invertido. Esse é aquele tipo de coisa que , na sua simplicidade, transforma um café da manhã, um lanche da tarde ou um daqueles ataques no meio da madrugada.

DSC_1292

DSC_1331

Esse bolo engana. Ele parece difícil, mas não é. A minha única consideração em relação a receita, é a parte do caramelo. As pessoas gostam de fazer calda de caramelo com água e açúcar. Eu, por outro lado, gosto de fazer o caramelo apenas com açúcar, direto na forma do bolo, derretendo na boca do fogão. Acho que dessa forma é mais fácil de atingir o ponto necessário. Outra ressalva é em relação ao momento de desenformar e está ligada diretamente ao… Caramelo. Quando o bolo sair do forno, espere uns 10 minutos (no máximo) e desenforme logo em seguida com o maior cuidado possível. Como a minha calda de caramelo não vai água, ele endurece com mais rapidez que as demais. Caso uma ou outra rodelinha de banana fique grudada na forma, não se desespere: é só tirar com grudado e preencher o buraquinho.

DSC_1323

De resto: é só alegria! Vem comigo!

Para um bolo de banana:

  • 2 ¼ xícaras de chá de farinha
  • 1 ½ xícara de chá de açúcar p/ o bolo
  • 2 xícaras de açúcar para o caramelo
  • 5 bananas nanicas
  • ½ xícara de chá de castanha do pará
  • 4 ovos
  • 200g de manteiga sem sal
  • 1 colher de chá de bicarbonato de sódio
  • 1 ½ colher de chá de fermento
  • 1 pitada de sal
  • 1 pitada de noz moscada

Faça o mise en place para não se perder ao longo do processo.

DSC_1191

Pique as castanhas do pará grosseiramente. Reserve.

DSC_1230

Quebre os ovos em uma tigela, um a um, para ver se estão bons. Bata bem com um garfo. Reserve.

DSC_1194 DSC_1221

Misture a farinha, o fermento, o bicarbonato, o sal e a noz moscada em um bowl. Reserve.

DSC_1199

Na batedeira, bata a manteiga sem sal com 1 ½ xícara de açúcar. Bata por aproximadamente 4 minutos, em velocidade média, até formar um creme bem homogêneo e fofo. Reserve.

DSC_1208 DSC_1247

Pique as bananas nanicas em rodelas de aproximadamente 2cm de largura e reserve. A banana derrete com calor, portanto, se a fatia ficar muito fina ela vai acabar sumindo durante o cozimento do bolo.

DSC_1237

Em seguida, passe para o caramelo. Diretamente na forma, coloque as duas xícaras de açúcar e derreta em fogo baixo sempre mexendo com uma colher para não queimar. O processo é bem rápido, então preste atenção. Quando o caramelo estiver pronto e com uma cor âmbar, espalhe-o por toda a forma, incluindo as laterais.

DSC_1236 DSC_1240

Coloque as rodelas de banana sobre o caramelo. Aqui é importante deixar as rodelas bem grudadas umas nas outras, preenchendo todo o fundo da forma sem deixar nenhum espacinho. Reserve.

DSC_1243

Pré-aqueça o forno à 180º.

Volte o creme de manteiga para a batedeira e acrescente os ovos previamente batidos. Bata em velocidade média até incorporar os ovos ao creme. Lembre-se de raspas as alterais com uma colher.

DSC_1250

Quando tiver incorporado bem um ingrediente ao outro, adicione os secos e misture delicadamente. Certifique-se de que não há nenhum grumo de farinha. Finalize adicionando as castanhas do pará picadas. Misture novamente.

DSC_1251 DSC_1257

Cubra as bananas reservadas com a massa.

DSC_1258

Asse em banho-maria, com a água previamente aquecida, por 40 minutos ou até o bolo cozinhar por inteiro. Faça o teste do palito para ver se o bolo está cozido! Lembre-se que o tempo pode variar de acordo com cada forno, ok?

DSC_1262

Quando retirar o bolo do forno, espere 10 minutos e desenforme logo em seguida. Como a calda é de caramelo, não podemos correr o risco dela endurecer novamente e grudar as bananas no fundo. Se houver necessidade, passe uma faca nas laterais. Rode o bolo para ter certeza que ele está solto e vire em um prato. Se uma ou outra rodela de banana ficar presa no fundo, nãos e desespere! Delicadamente desgrude e coloque-a no lugar.

Dica: esse bolo vai muito bem acompanhado por uma bola de creme.

Bon Appétit!

Bisous!

Write a comment