DSC_0335
Legumes & Verduras, Saladas, Sem categoria

Do fundo do baú: Salada de Beterraba, Laranja, Rúcula, Gorgonzola e Mel

DSC_0328

Há mais de um ano venho guardando essa receita e sempre postergando a sua postagem. O motivo? Não sei dizer ao certo. Já achei que não era a hora, que o tempo não estava de acordo com a postagem, que eu tinha receitas mais interessantes… Enfim, muito “não é hora” para pouco “tô nem aí”. Ano passado, quando me afastei do blog, fiz a promessa sim, sou dessas de que para 2016 tentaria produzir conteúdo audiovisual ao invés de fazer apenas fotos. Foi difícil, quase desisti, mas continuei. Para estrear essa nova fase que sim, ainda precisa de MUITAS melhorias escolhi aquela receita do fundo do baú. A receita que precisava sair para brilhar: Salada de Beterraba, Laranja, Rúcula, Gorgonzola e Mel.

DSC_0332

Filmar não é fácil. É necessário bom senso e o mínimo de senso estético. Sem essa dupla, garanto que qualquer vídeo – por mais boa vontade que exista – fica uma catástrofe. O desafio fica ainda mais punk quando de alguma forma, direta ou indiretamente, você trabalha com isso. Aí meu bem, a coisa muda de figura completamente: nada passa impune. Você se cobra mais, fica mais rígida em relação à uma série de detalhes e acaba se cobrando muito mais. Não é fácil.

Certa vez, durante a faculdade de jornalismo, li uma entrevista em que um escritor dizia que o prazo para lançar um livro era de um ano: de primeira, dificilmente o material ficaria excelente. Logo, ao invés de ficar tentando e sofrendo loucamente era muito mais saudável lançar e depois se empenhar mais no próximo. Depois de muito sofrer, percebi que na minha vida as coisas aconteciam mais o menos assim. O blog começou de um jeito e hoje está de outro com-ple-ta-men-te diferente. Por quê com o vídeo não seria assim? Um passo de cada vez.

DSC_03372

Então, de uma vez por todas, decidi me jogar de vez. Como diria a minha mãe: dar a cara à tapa. Mas, se fosse para apanhar que fosse de um jeito docinho. E saboroso, claro. Modéstias a parte, essa salada é show! Primeiro que ela tem uma mistura de sabores e elementos que a tornam bem interessante. Temos o doce da beterraba potencializado pelo mel, a acidez da laranja, o picante da rúcula e o salgado do queijo gorgonzola. Isso sem falar da crocância que a castanha de caju dá! Esse é um daqueles pratos que eu gosto de servir em jantares justamente pelo sabor, mas também pela apresentação que fica linda!

DSC_0346

Sofisticação sem complicação? Vem comigo!

Para 1 pessoa:

  • 2 laranjas Bahia ou Pêra
  • 1 beterraba média
  • 2 xícaras de chá de rúcula
  • Q/n de queijo gorgonzola
  • Q/n de castanhas de cajú picadas (pode ser substituída pelo pistache, nozes, amêndoas)
  • 2 colheres de chá de mel + para pincelar a beterraba
  • 1 colher de chá de azeite
  • Sal a gosto
  • Pimenta do reino a gosto

*Como estou me entendendo com esse negócio trem de filmagem, essa receita ficou sem as fotos do passo a passo!

Pré-aqueça o forno a 180º.

Descasque as beterrabas, pincele mel nelas, embrulhe em uma folha de papel alumínio, coloque em um pirex e asse por aproximadamente 1h ou até elas ficarem macias – espete um garfo para checar. Deixe esfriar e então corte em finas rodelas. Reserve.

Descasque as laranjas e corte também em rodelas (faça isso em um prato para aproveitar o suco).

Em um recipiente, junte o suco da laranja cortada, 1 colher de chá de azeite extra virgem e duas colheres de chá de mel. Misture muito bem e acerte o sal e a pimenta do reino de acordo com o seu paladar.

Em um bowl, coloque a rúcula e jogue o molho. Misture muito bem procurando molhar todas as folhas.

Em um prato, distribua as fatias de beterraba e laranja, cubra com a rúculatemperada, salpique as castanhas por cima e finalize com os pedacinhos de queijo gorgonzola.

Dica: troque o queijo gorgonzola por queijo de cabra e substitua a rúcula por agrião! Também fica divino!

Bon Appétit!

Bisous,

Mariana Muller

 

Write a comment