DSC_0681
Peixe & Frutos do Mar

2º Round – Páscoa: Escondidinho de Bacalhau da Tia Cida

DSC_0667

É minha gente, a Páscoa está chegando e para seguir com a mesma proposta do post passado, trago mais uma receita com… Bacalhau! Sim, o peixe mais famoso dos almoços de Páscoa em uma versão mais abrasileirada, mas tão gostosa quanto uma tradicional bacalhoada portuguesa. Para inovar (e se surpreender), hoje vamos com uma receitinha criada pela minha tia Cida: um Escondidinho de Bacalhau.

DSC_0669

Uma das características que eu mais aprecio em nós, brasileiros, é a criatividade. Deixando de lado o aspecto malandro do “jeitinho brasileiro”, eu fico muito surpresa em como o nosso povo sempre dá um jeito para melhorar ou aperfeiçoar as coisas. Se não tem, adaptamos para chegar lá. Se falta, encontramos um substituto. Se não agrada, mudamos até criar uma nova percepção. E, quando falamos da nossa culinária, isso faz ainda mais sentido.

Cada canto tem um jeito, um ingrediente típico. Se lá em cima é macaxeira, aqui embaixo é batata. Mas, também está tudo bem se andarmos mais para o lado e nos depararmos com a baroa (ou mandioquinha, como gostamos de dizer). Se no escondidinho típico leva carne seca, porque não adaptá-lo e colocar linguiça, frango, siri, carne moída, por exemplo? O que era um prato típico do Nordeste, ganhou espaço na culinária paulista, carioca, mineira. No final das contas, o propósito do prato continuou o mesmo, certo? Uma deliciosa surpresa, escondida em forma de recheio.

DSC_0680

Por aqui, na Terra da Garoa, também temos o Escondidinho de Bacalhau. Um maravilhoso bacalhau desfiado e temperado, coberto com um purê sedoso de batata e gratinado com muito queijo. De verdade? Uma loucura. Aqui em casa nunca fomos adeptos da receita, até a minha tia chegar com uma bela travessa durante um almoço de domingo. Depois de provar, é claro que eu tinha que dividir essa receita incrível com vocês.

Para o preparo do escondidinho, utilizei um bacalhau que já vem dessalgado e congelado. Sempre tive muita desconfiança desse tipo de produto. Em primeiro lugar porque eu simplesmente desconfio de tudo que já vem congelado, especialmente em se tratando do sabor. Em segundo, porque aqui em casa sempre tivemos o hábito de fazer a dessalga por aqui. Honestamente, a escolha foi bem acertada! Se você quiser fazer um prato em que o bacalhau é o protagonista – por exemplo, uma bacalhoada – eu recomendo o bacalhau seco. Mas, se você estiver preparando um prato em que o bacalhau divide a atenção com outro componente, o que já vem dessalgado cumpre muito bem com o papel. A textura é diferente, mas no quesito sabor ele não perde muito. Bom, agora chega de conversa e mãos à obra! Temos muito bacalhau para desfiar!

DSC_0689

Vem comigo!

Para 4 pessoas:

  • 0,5kg de bacalhau dessalgado
  • 400g de batata
  • 1 cebola pequena
  • 2 dentes de alho
  • 300g de creme de leite (uma lata)
  • 2 colheres de sobremesa de manteiga
  • Q/N de azeite extra-virgem
  • Q/N de queijo parmesão ralado
  • Sal a gosto
  • Pimenta do reino a gosto

Comece pelo bacalhau. Descongele o bacalhau seguindo as instruções e, rapidamente, mergulhe as postas em água fervente por 2 minutos. Retire da água e deixe escorrendo. Com um faca lisa, limpe as postas delicadamente retirando as escamas. Em seguida, desfie o bacalhau conforme for retirando as espinhas. Reserve.

DSC_0517

DSC_0587

DSC_0588

Deixe a cebola picada em brunoise (cubinhos) e o alho batido na faca bem miudinho. Reserve.

DSC_0594

DSC_0603

Em seguida, passe para as batatas. Lave as batatas em água corrente e coloque-as para cozinhar com casca em água fervente até elas ficarem macias. Para saber se elas estão no ponto, espete um garfo e sinta se ele entra e sai com facilidade. O processo demora entre 15 e 20 minutos, lembrando que o tempo pode variar de acordo com cada chama. Retire da água quando elas estiverem cozidas.

DSC_0585

Tente ser ágil, ok? Quando mais quente as batatas estiverem, mais fácil de passá-las pelo espremedor. Descasque as batatas completamente. Em seguida, passe uma por uma pelo espremedor. Reserve.

DSC_0598

DSC_0601

Em uma panela, derreta uma colher de sopa de manteiga e mexa constantemente a batata espremida. Em seguida, adicione ⅔ do creme de leite na batata e mexa vigorosamente até formar um creme bem sedoso. Finalize com mais uma colher de manteiga. Acerte o sal e reserve.

DSC_0605

DSC_0606

DSC_0608

DSC_0609

Volte para o bacalhau. Em uma panela, aqueça um fio de azeite e refogue a cebola com o alho até eles murcharem.

DSC_0610

Acrescente o bacalhau desfiado e refogue a carne rapidamente, algo em torno de 3 ou 4 minutos. Desligue o fogo e adicione o resto do creme de leite. Acerte o sal e a pimenta do reino. Cuidado para não salgar demais já que a o próprio bacalhau é salgado e o purê também já foi temperado.

DSC_0612

DSC_0613

Prepare a montagem fazendo uma camada de purê, uma camada de bacalhau e mais uma camada de purê. Finalize salpicando queijo parmesão ralado por cima.

DSC_0617

DSC_0619

DSC_0622

DSC_0624

Asse em forno médio até esquentar o prato e queijo gratinar.

Dica: sirva o escondidinho de bacalhau com um bom vinho verde.

Bon Appétit!

Bisous,

Mariana Muller

Write a comment